[O setor da saúde continua em crise]

O setor da saúde continua em crise

O Setor da Saúde continua em crise e nesse momento, é a “bola da vez”. Um setor que participa com 10,5% do PIB nacional, é o 8º maior mercado de saúde  do mundo, emprega mais de 7,0 milhões de profissionais diretos e indiretos, atinge uma gama muito grande de serviços terceirizados, com atuação de mais de 558 mil médicos, 6,8 mil hospitais, poderia ter uma maior atenção dos três poderes: Executivo, Legislativo e Judiciário. De um lado, o Setor da Saúde que não obtém incentivos diferenciados, tais como: desoneração da folha salarial, linhas de créditos especiais, revisão da política fiscal e tributária, melhores condições de acesso às tecnologias e inovação e reduzir a judicialização da saúde, bem como os gestores vêm reclamando anos após anos da falta de recursos para melhorar a gestão.

Nesse contexto, se olharmos com melhor visão, podemos notar que é um setor que precisa também rever a grade curricular de todas as especialidades da medicina junto ao Ministério da Educação, haja vista que o Brasil tem uma grande carência de bons gestores para comandar esse Setor.

Em nosso entendimento, os gestores deveriam envidar esforços para melhor avaliar as necessidades da instituição, planejar, gerenciar processos, programas e indicadores, criar e aplicar políticas empreendedoras, visando garantir o conforto, a humanização e a segurança dos pacientes e liderar equipes são algumas das principais atribuições da Gestão em Saúde. É preciso buscar formas de vencer diferentes desafios visando melhorias não apenas no atendimento de saúde à população, mas o próprio gerenciamento de recursos financeiros, materiais, pessoais, para a tomada de decisão.

Somente assim, terão condições de assumir a Gestão de: Hospitais, Clínicas, Laboratórios, UPAS, Hospital Dia, Organizações Sociais de Saúde (OSS), Filantrópicas e Santas Casas, Operadoras de Saúde e reverter o cenário atual.

Erasmo Caetano

Gestor de Projetos da Especializa / erasmo.caetano@especializagestão.com.br